AEMGA | Projeto erasmus “Eco-Herit@ge Matters”

A Quarta Mobilidade do projeto Erasmus+ “Eco-Herit@ge Matters” levou mais cinco alunos e duas professoras do Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida a Beclean, na Roménia, entre os dias 3 e 9 de abril. Os alunos Bruno Lacerda, Gonçalo Marques, Martim Cardoso, Miguel Sousa e Tomás Veludo, do 9º 4ª, e as professoras Marisa Rocha e Ester Lemos não podiam ter sido melhor recebidos pelos parceiros Romenos do projeto, na pacata cidade de Beclean.

O Diretor da escola, os professores, os alunos envolvidos e todos os funcionários foram, desde o primeiro momento, fantásticos anfitriões, oferecendo, aos seus parceiros, oportunidades interessantes e variadas de conhecer as suas tradições e gastronomia, cultura e património, música e religião. Alunos, com idades entre os treze e os quinze anos de idade, e professores das seis escolas dos cinco países envolvidos no projeto – Portugal (Espinho e Ovar), Croácia, Grécia, Roménia e Itália – vivenciaram experiências memoráveis, durante toda a semana, comunicando especialmente em língua Inglesa, num ambiente de absoluto companheirismo e cumplicidade.

À imagem das outras mobilidades, o programa da semana Romena foi repleto de atividades ligadas à ecologia e ao património cultural, tendo o seu plano sido cumprido na íntegra. O primeiro dia das atividades foi acompanhado por queda de neve, algo que muitos alunos Portugueses nunca tinham presenciado. Além das incontornáveis “lutas na neve” no fabuloso Parque Nacional e Reserva da Biosfera das Montanhas de Rodna, onde se levou a cabo a atividade de Plogging (colheita de lixo), ainda se visitou o Museu de Arte de Singeorz-Bai, com visita guiada pelo próprio artista residente, e a belíssima e colorida Casa de Trajes Virginia Linul, em Salva, onde os alunos puderam aprender a história da família, e da sua arte, com presença no Guinness Book of Records, e ainda fazer pulseiras com missangas, orientados pela própria matriarca. O segundo dia começou em Corund, com uma workshop de cerâmica tradicional, seguida da visita à Mina de Sal de Praid, almoço no fantástico restaurante Gerendás e passeio na estância d férias de Sovata.

No terceiro dia, a comitiva foi recebida pelo simpático presidente da câmara de Beclean. De regresso à escola, os alunos fizeram as apresentações dos vários países, seguidas de visita guiada, por alunos Romenos envolvidos no projeto, às instalações da escola. Depois do almoço, foi tempo de visitar Baile Figa, uma estância de férias famosa nas redondezas, e a quinta de cavalos HorseStud, onde, para além de conhecer a história do local e visitar os estábulos, se pode experimentar andar a cavalo. O quarto dia foi repleto de workshops variadas na escola anfitriã.

Depois do almoço, plantaram-se árvores por país, dentro do espaço escolar, e à noite, houve o Jantar da Despedida e muitas danças e cantares. O último dia foi passado na belíssima cidade universitária de Cluj, onde pernoitaram. Além da visita guiada ao Jardim Botânico da cidade, tiveram a oportunidade de passear pela cidade e visionar diversos monumentos e pontos de interesse. Já no regresso, e entre escalas, a comitiva de Espinho aproveitou bem o tempo e visitou a animada cidade de Munique, onde aproveitou para comprar umas lembranças, passear em Marienplatz e, claro, saborear salsichas variadas.

As professoras e os alunos de Espinho regressaram a casa cansados, mas felizes, depois de uma semana repleta de boas experiências, novas amizades e muitas histórias para contar. Mais uma vez se comprova que os projetos Erasmus proporcionam experiências inolvidáveis e contribuem indiscutivelmente para a formação de cidadãos mais completos, tolerantes, inclusivos e respeitadores da variedade, do património e da natureza.

A próxima mobilidade será em PORTUGAL e está prevista para meados de maio de 2022.