Alunos do AEMGA foram até à Sicília na Itália

A Segunda Mobilidade do projeto Erasmus+ “Eco-Herit@geMatters” levou cinco alunos e duas professoras do Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida à Sicília, na Itália, entre os dias 28 de novembro e 04 de dezembro.

Os alunos Davi e Isabel Passos e Francisca Almeida do 9º3ª, Ana Peixoto e Inês Silva do 9º 4ª e as professoras Marisa Rocha e Pilar Gomestiveram a oportunidade de conhecer uma nova cultura, património, música, tradições e gastronomia, desta vez, emGangi, na Sicília. Alunos,com idades entre os treze e os quinze anos de idade, e professores das seis escolas dos cinco países envolvidos no projeto – Portugal (Espinho e Ovar), Croácia, Grécia, Roménia e Itália – conviveram, durante uma semana, comunicando sobretudoem língua Inglesa, num ambiente de total companheirismo e cumplicidade.

O programa da semana foi repleto de atividades, cumpridas na íntegra, apesar de uma das alunas do AEMGA ter de se locomover com a ajuda de canadianas ou de cadeira de rodas, gentilmente cedida por um professor Italiano.

O primeiro dia foi brindado com uma calorosa receção, na qual estiveram presentes o Presidente da Câmara e outras individualidades, apresentações dos vários parceiros, música, convívio e NEVE, muita neve, que por si só, constituiu uma experiência única para muitos.

Seguiram-se imensas atividades, distribuídas pela semana: visita guiada a Gangi, aos seus monumentos, igrejas e pontos de interesse e atividade de orientação, com a ajuda de QR-Codes, em grupos transnacionais; passeio por Polizzi Generosa, uma das pitorescas vilas integradas no Parque de Madonie, visita ao Museu Ambiental do parque e “plogging” (recolha de lixo em sacos feitos pelos alunos do Eco-club Italiano); visita guiada a Palermo, a capital regional da Sicília; visita a Castelbuono, outra vila no parque de Madonie, e a Cefalù, uma conhecida estância de férias à beira mar; e, como não poderia deixar de ser, visita à escola anfitriã onde decorreram várias workshops após o habitual reconhecimento das instalações e do sistema educativo local.Também não faltaram as pizzas e pastas em praticamente todos os almoços e jantares, mas o que agradou mais foram mesmo os cannoli Sicilianos, uma sobremesa de comer e chorar por mais!

Os projetos Erasmus proporcionam experiências inesquecíveis a quem neles participa e contribuem grandemente na formação de cidadãos mais completos, tolerantes, inclusivos e respeitadores da variedade, do património e da natureza. A próxima mobilidade será na Croácia e está prevista para o início de março de 2022.