ERASMUS+ leva alunos do AEMGA à Grécia

Entre os dias 24 e 30 de outubro, cinco alunas e duas professoras do Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida participaram na primeira Mobilidade do projeto Erasmus+ “Eco-Herit@geMatters”.

O país anfitrião foi a Grécia e os alunos tiveram a oportunidade de tomar contacto com a cultura, património, música, tradições e gastronomia deste país. O projeto conta com a participação de seis escolas de cinco países – Portugal (Espinho e Ovar), Croácia, Grécia, Roménia e Itália e envolve um vasto número de alunos com idades entre os treze e os quinze.

A semana foi repleta de atividades: a escola anfitriã, na cidade de Preveza, foi palco de uma calorosa receção, apresentações dos vários parceiros, jogos multinacionais variados, entoação do hino do projeto, diversos workshops, danças Gregas, música e convívio; pela cidade, houve um jogo interativo com recurso a QRCodes para conhecer os monumentos e pontos de interesse locais, refeições multinacionais, limpeza da praia (utilizando os “PloggingBags” feitos pelos alunos do Eco-Club Grego, com materiais recicláveis), celebrações do Feriado Nacional, em que se assinala o início da Segunda Guerra Mundial e a Resistência contra os Nazis com uma parada / marcha de todos os alunos da comunidade, entre outras manifestações festivas.

A semana Grega foi, ainda, enriquecida por várias visitas guiadas e saídas:Museu e Espaço Arqueológico de Nicopolis, Centro Ambiental de Tecnologia Digital ligado ao Golfo de Amvrakikos, Centro Cultural do Município, onde fomos recebidos pelo vice-presidente da câmara de Preveza, passeio de barco pelo Golfo para visionamento de golfinhos, almoço no estuário do Rio Acheron, seguido de uma visita ao Oráculo dos Mortos, um espao arqueológico ligado à mitologia Grega e visita à belíssima Vila de Parga.

O ambiente foi de constante alegria, companheirismo e aprendizagem. Segundo Marisa Rocha,coordenadora do projeto, “foi uma experiência verdadeiramente enriquecedora, para todos os intervenientes, que contribuiu para a formação dos alunos e deixou memórias inesquecíveis”.

Os projetos Erasmus têm um impacto indiscutível em quem neles participa e contribuem para o desenvolvimento integral dos alunos, na formação de cidadãos Europeus mais tolerantes, inclusivos e respeitadores do património, da natureza e da multiculturalidade.

A segunda Mobilidade ocorrerá no final do mês e será em Gangi, na Sicília.