Francisco Moita Flores em conversa na Escola Sec. Manuel Gomes de Almeida

McDonalds_530x80_baixonoticia

“… Entendemo-nos e amamo-nos em português…”: uma das brilhantes frases proferidas pelo Dr. Francisco Moita Flores, ex-inspector da Polícia Judiciária, romancista com mais de vinte títulos, que voltou à cidade de espinho, está quinta-feira, dia 1 de Março. Num auditório repleto de estudantes do ensino secundário da Escola Secundária Dr. Manuel Gomes de Almeida, a primeira de duas sessões foi “limitada” aos mais velhos.

Durante sessenta minutos , Francisco Moita Flores falou sobre os dois mais recentes trabalhos, realçou a importância das palavras e dos livros nas relações pessoais, amorosas tendo na ocasião causado uma sonora gargalhada. Falar sobre D. Antónia Ferreirinha do livro “A fúria das vinhas” foi um momento hilariante e emotivo, que Francisco recordou a noite de escrita que o levou às últimas páginas do livro – descrição da morte da mulher mais empreendedora do Douro Vinhateiro no século XIX, o não ter ninguém em casa, o ter jantado sozinho – tantas vezes referiu a solidão nas horas de escrita – o regresso a casa lento já em passo de “funeral”.

Ficaram a conhecer as taras de um homem que continua a escrever à mão com a mesma caneta: uma Parker “dos pobres” como apelidou. Ficou em pânico quando lera num jornal em Lisboa que iria acabar a produção desse modelo o que o levara a telefonar à mulher para correr as papelarias da cidade. Confessou num tom brincalhão que aquela fora sem dúvida a pior aula de sempre, o único que não deu por isso foi o cadáver no anfiteatro. Uma aula fantástica presenciada por alunos, ex-alunos, professores, auxiliares.

No final houve direito a questões mas apenas duas jovens raparigas se tentaram a questionar sobre autores que o haviam inspirado e o porquê de ter seguido a carreira na Polícia Judiciária. Inicialmente duas alunas do décimo primeiro ano declamaram palavras do livro “O mensageiro do rei”.

Foi a segunda vez que Francisco Moita Flores regressou a Espinho à Manuel Gomes de Almeida, tendo sido recebido pela profª Isabel Ribeiro, o Prof. Ilídio Sá e Ricardo Sousa em representação do Presidente da Câmara Municipal de Espinho, Pinto Moreira.

Fotos e Texto: Francisco Milheiro (Focal Point)

 

Artigos Relacionados