Inaugurada exposição de pintura de Elizabeth Leite no Multimeios

A artista plástica Elizabeth Leite, natural de Caracas, apresenta no Centro Multimeios, a exposição de pintura “Entre o Tempo e a Memória”.
A inauguração teve lugar no dia 20 de Novembro de tarde, com a presença de Leonor Fonseca, vereadora da Câmara Municipal de Espinho. A exposição estará patente na galeria do Centro Multimeios, até 30 de Janeiro de 2022.


Biografia
Elizabeth Leite nasceu em Caracas, na Venezuela, a 21 de janeiro de 1982 e reside em Oliveira de Azeméis, Portugal desde 1989.
Concluiu, em 2005, a Licenciatura em Pintura na ARCA|EUAC (Escola Universitária das Artes de Coimbra) e, em 2006, frequentou o Mestrado em Comunicação Estética na mesma instituição, tendo concluído a pós-graduação com 17 valores. Frequentou ainda o Mestrado em Ensino de Artes Visuais, ministrado entre a Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação e a Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
A partir de 2006, acumulou o exercício da docência com a pintura.
Atualmente dedica-se a 100% à sua atividade artística.


Sobre a Artista
“Elizabeth Leite reporta as emoções de uma vivência que se ergue rompendo de dentro, de dentro do desenho, para a materialidade possível que existe e passa a ser materialidade única que a confluência entre corpos em pousio permite: estamos perante pintura de retratos expressivos do espaço do quotidiano, da pele com que os corpos se mostram exibindo de si o silêncio, a mais pura das dádivas que um olhar pode captar – estamos perante o congelamento do que sendo visível é já uma outra camada, um outro plano no qual inscrevemos não o que foi pensado, mas o presente que transbordando da bidimensionalidade das telas e azulejos nos coloca no centro da acção que faz desaguar sentimentos insuspeitos, memórias reais ou fictícias, ou mesmo inexistentes, com que se desenha a imaginação e se erguem, como pedras incorruptas, todos os instantes acumulados.

Há nesta pintura uma ironia intensa, o incontrolável desejo de olhar o mundo como câmbio de pele e carne entre lugares que se querem próximos e não se desejam perder nunca.”

ELIZABETH LEITE: UMA CALIGRAFIA PARA DESVELAR O MUNDO, Jorge Velhote, 4 de maio de 2019.