Mário Augusto lança novo livro sobre a 7ª arte

O jornalista e espinhense Mário Augusto lançou no passado sábado, dia 20 de Novembro, o seu mais recente livro intitulado “Como se fosse um romance”.
Com o auditório Centro Multimeios de Espinho completamente esgotado, a tarde começou com a subida ao palco da Banda de Música da Cidade de Espinho, que veio abrilhantar a sessão com a banda sonora de alguns filmes bem conhecidos.
“Foi um dia de prazer e comunicar pela paixão do cinema. Sempre que vou publicar novo trabalho , o arranque é sempre em Espinho. Desta vez tive a banda de espinho a tocar música de filmes, tive filmes para mostrar e acima de tudo tive a presença de 300 amigos, especialmente o Jorge Paixão da Costa e a participação especial da Rita, a minha Rita a substituir a Angelina Jolie e o meu velho amigo Juca Magalhães , a substituir o George Clooney…fiquei a ganhar claramente. “, referiu Mário Augusto.
Quanto ao livro, esse, claro, fala de cinema. Da invenção dos primeiros projetores até às inovações em efeitos especiais modernas, do cinema mudo aos grandes clássicos dos nossos tempos. Aqui estão as inovações tecnológicas, de marketing, de financiamento, os avanços e recuos na forma de lidar com estrelas e paparazzi e as inúmeras vidas que a sétima arte vem tendo, numa tentativa de se renovar e manter relevante, mesmo face à poderosa concorrência do streaming. Contudo, esta não é uma história técnica do cinema, mas antes uma pesquisa guiada pela curiosidade e que retrata a iniciativa, o brilhantismo, as paixões, os conflitos e os grandes momentos de 125 anos da sétima arte – com todos os ingredientes de um bom romance, e para ler como tal.