Running Espinho sobe ao pódio nos 13km da Gerês Extreme Marathon

No domingo, 2 de dezembro, Cristiana Ferreira, atleta do Running Espinho – que já tinha vencido a edição de 2016 – voltou a destacar-se na frente da corrida e alcançou a primeira posição do pódio, com o tempo de 59:53:00 na prova de 13km integrada na “mais bela e dura maratona do mundo”. É assim que o ultramaratonista Carlos Sá, organizador da Gerês Extreme Marathon, define este percurso de dificuldade extrema feito pelas estradas da serra com um declive positivo superior a 1300 metros. 
“Como foi a segunda vez que realizei esta prova, já sabia o que me esperava em termos de subidas. No entanto, este ano tivemos a agravante do frio, na hora da partida estava apenas 1°C!”, revelou Cristiana, acrescentando que apesar de se tratar de um percurso desafiante, está a ponderar “voltar para o ano para realizar esta prova, neste local tão bonito que é o Gerês, e quem sabe, arriscar uma distância superior.”
Este fim de semana, o Running Espinho esteve ainda representado nas duas distâncias mais longas (21 e 42km estafetas) na Gerês Extreme Marathon, na São Silvestre de Aveiro e na XRunners no Porto.

Artigos Relacionados