Segurança no espaço público

McDonalds_530x80_baixonoticia

Autarquia vai abater e remover árvores em risco de queda ou em mau estado fitossanitário que representam perigo para segurança de pessoas e bens.

A Câmara Municipal de Espinho, tendo em conta as recentes intempéries que nos últimos tempos afectaram o território nacional, vai proceder ao abate e remoção de  árvores em risco de queda ou em mau estado fitossanitário que atualmente constituem  um perigo para a segurança de pessoas e bens, nos seguintes locais:
  • Norte e nascente do Centro Multimeios de Espinho;
  • Rua 22 (entre as ruas 29 e 33);
  • Rua 20 (zona industrial).
A medida foi tomada no seguimento da análise das árvores realizada por  técnicos municipais, que detetaram diversas fragilidades, como fendas, cavidades e podridões que afetavam a sua estabilidade.
As árvores identificadas serão substituídas por outras em locais mais adequados. A Câmara Municipal procede ao abate de árvores nos espaços verdes e passeios da cidade nomeadamente quando:
  • Colocam em risco a segurança de pessoas e bens;
  • Por questão fitossanitárias, quando as árvores já se encontram mortas, procurando assim controlar as pragas;
  • Para diminuir a competição intraespecífica, removendo-se as árvores dominadas ou em risco de queda, reduzindo assim as elevadas densidades e permitindo às árvores que ficam no terreno, desenvolverem-se melhor e ficarem assim menos suscetíveis ao ataque de diversas pragas.
Todas estas operações são normais e necessárias em qualquer espaço, para que as árvores se desenvolvam equilibradamente e os munícipes possam usufruir em segurança e na sua plenitude dos espaços públicos do concelho.

Artigos Relacionados