“A Partida” arrecadou o Prémio do Júri no Festival de Estátuas Vivas em Espinho

O XXIII Encontro Internacional de Estátuas Vivas decorreu no passado fim de semana (8 e 9 jun.) e trouxe milhares de visitantes à cidade para apreciar a quietude, o rigor de execução plástica e a criatividade e expressão plástica que os artistas que nos apresentam as Estátuas Vivas nos trazem.
Milhares de espetadores deslocaram-se a Espinho e encheram o Largo da Câmara Municipal e o Parque João de Deus para para apreciarem todos os participantes e convidados de mais uma edição do encontro de «estátuas vivas», o mais antigo do mundo e que já tem história pela qualidade das estátuas apresentadas a concurso.
O Júri do XXIII Encontro Internacional de Estátuas Vivas atribuiu os seguintes prémios:
Grande Prémio do Júri
“A Partida”, de Maria João Matos da Silva
Prémio Revelação
“Antónia(o) Rodrigues”, de Ita Branco
Prémio do Júri e Voto do Público
“A Lenda da Fonte”, de Cátia Ferreira e Vítor Hugo Santos
O Júri atribuiu ainda as seguintes menções honrosas:
“Cantor Romântico”, de Guilherme Ferreira
“Viva a Festa”, de Lena Selway e Douglas Selway
“Lady”, de Adriana Sofia Fontelas
Imagem: Filipe Couto
Edição: Igor Duarte e Rodrigo Gonçalves

Artigos Relacionados