Jovens Espinhenses sobem ao pódio em competição de robótica

McDonalds_530x80_baixonoticia
McDonalds_530x80_baixonoticia

Um grupo de jovens de Espinho, organizados em duas equipas (Robotic.Builders e Saravá Robótico), acompanhados dos respetivos mentores (todos de Espinho), participou na 19ª edição do Festival Nacional de Robótica (https://web.fe.up.pt/~robotica2019/index.php/pt/) que decorreu em Gondomar entre os dias 24 e 28 de abril.

O Festival Nacional de Robótica é um evento promovido pela Sociedade Portuguesa de Robótica que tem como objetivo a promoção da Ciência e Tecnologia junto dos jovens, professores, investigadores e do público em geral, através de competições de robôs autónomos.

É também no Festival Nacional de Robótica que se efetua o apuramento das equipas Portuguesas para o RoboCup, competição de robótica de âmbito Europeu e Mundial, que reúne as melhores equipas de cada País, e na qual Portugal conta já com um historial de muito bons resultados.

As competições inseridas no Festival Nacional de Robótica estão organizadas em dois escalões: Júnior e Sénior. As competições Júnior integram, entre outras, as seguintes modalidades: Busca e Salvamento em Simulação e OnStage.

No âmbito do FNR, a equipa Robotic.Builders, constituída por Aléxia Sousa, Miguel Sousa, Rafael Coimbra e Tomás Silva (com idades entre os 15 e 16 anos) e pelo seu mentor Mike Sousa (todos de Espinho), participou na liga Busca e Salvamento em Simulação, tendo assegurado o terceiro lugar na prova e o correspondente apuramento para o European RoboCupJunior Championship 2019 (https://rcj2019.eu/) a decorrer em Hannover entre os dias 21 e 23 de junho. De referir que esta mesma equipa conseguiu o 3º lugar da geral no European RoboCupJunior Championship 2018, que decorreu o ano passado em Montesilvano, Itália.

O objetivo desta prova é desenvolver um programa para um robô recolher objetos que se encontram espalhados por uma arena (a área da competição) e depositá-los numa zona pré-definida, evitando obstáculos e armadilhas existentes na arena. Nesta prova há duas equipas a competir simultaneamente na mesma arena e a classificação final depende da soma da pontuação que as equipas conseguirem em cada manga.

Por sua vez, a equipa Saravá Robótico, constituída por Bernardo Cruz Silva, Filipa San Romão Silva, Inês San Romão Silva e Lucas Lima (com idades entre os 11 e 16 anos) e pelo seu mentor Manuel Silva (todos de Espinho), que participou pela primeira vez na liga OnStage (e numa competição de robótica), assegurou o quinto lugar na prova e conseguiu, ainda assim, o apuramento para o European RoboCupJunior Championship 2019.

A prova de OnStage consiste numa competição dinâmica e interativa, onde cada equipa programa os respetivos robôs para se movimentarem em sincronia com uma música durante 1-2 minutos, seguindo uma coreografia criada pelos elementos das equipas. Trata-se por isso de uma competição capaz de proporcionar bons espetáculos artísticos, avaliados por júris especialistas em Robótica e em Dança. A prova é composta por um palco plano com uma área de atuação de 12 m², área essa que não pode ser transposta por nenhum robô em prova. A limitação dessa área de prova é feita por uma fita preta. Os robôs podem possuir trajes e o palco pode ser também decorado, ou preparado com outros adereços, para dar ainda mais brilho a esta competição! Esta é a competição que pelas suas caraterísticas de animação, diversidade e espetáculo atrai mais púbico. A criatividade dos mais jovens não tem limites e tal facto torna esta prova muito apelativa.

 

Manuel Silva

Mentor da equipa Saravá Robótico

Professor Adjunto do Instituto Superior de Engenharia do Porto / Politécnico do Porto

Investigador Sénior do INESC TEC

Artigos Relacionados