Museu Municipal de Espinho na Rede Portuguesa de Museus

Museu Municipal de Espinho (MME) passa a fazer parte integrante da Rede Portuguesa de Museus (RPM), por despacho do Gabinete da Ministra da Cultura (despacho n.º 8332/2021).

Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) reconhece a qualidade técnica do Museu de Espinho e a observância de padrões de rigor e qualidade no exercício das funções museológicas como fatores determinantes para a credenciação na RPM.

Integrando a Rede Portuguesa de Museus, o MME contará com os apoios e a divulgação da Direção-Geral do Património Cultural nas suas diversas plataformas e nomeadamente no site da DGPC. A RPM é um sistema organizado de museus, configurado de forma progressiva, e assente na descentralização, mediação, qualificação e cooperação entre museus. A Rede é composta atualmente por 159 museus.

Como novo membro da Rede Portuguesa de Museus, o Museu Municipal de Espinho é uma entidade museológica que aborda o registo, estudo, preservação, valorização e divulgação do património cultural no concelho através da investigação, incorporação, inventariação, interpretação e exposição do conjunto de bens culturais (materiais e imateriais, móveis e imóveis) que suscitaram a sua criação sob compromisso de lhes garantir, nas condições adequadas de conservação e segurança, um mesmo destino unitário com objetivos científicos, educativos e lúdicos.
Compete-lhe promover a recolha, estudo e preservação da história e memória social no território que, em Espinho, teve como pilares fundamentais do desenvolvimento municipal e da identidade singular do concelho, fatores como a instalação de comunidades piscatórias e indústrias como a conserveira, a emergência de uma colónia balnear de prestígio e o tipo de arquitetura e urbanismo a ela associados, sempre em paralelo com a implantação do caminho de ferro e o desenvolvimento económico, político e social que lhe são inerentes.

Assim, abarca o estudo de temas que vão desde a história local à arqueologia, à etnografia, à inventariação e estudo do património industrial, náutico, entre outros relevantes para a caraterização da realidade cultural do município.