Teatro Popular de Espinho estreou a peça “A Boda”

McDonalds_530x80_baixonoticia

Na passada sexta-feira, dia 22 de Março, marcou o reencontro do Teatro Popular de Espinho com o seu público, na continuação de uma carreira com mais de 40 anos desta companhia espinhense de teatro de amadores.
Depois de encenações recentes suportadas em textos da tradição clássica (“A paz”, do grego Aristófanes) e popular (“O diabo às costas”), o TPE regressa a um dos mais importantes dramaturgos da 1ª metade do século XX, o alemão Beltolt Brecht.
E é com base em textos deste célebre autor que o grupo reconstitui um dos períodos mais conturbados da história alemã e europeia, os anos que se seguiram à I Guerra Mundial, com o seu cortejo de problemas sociais e económicos que não tardariam a fazer ouvir de novo os tambores da guerra.
A encenação é, como sempre, de António Paiva, e apoia-se num numeroso elenco de atores mais antigos e outros mais recentes para convidar o público a assistir a uma “Boda dos pequenos burgueses” que faz o contraponto entre a agitação social nas ruas da Alemanha de então e a crítica bem-humorado a um casamento e uma boda apressada.
A peça pode também ser vista nos dias 23, 29 e 30 de março e 6 de abril, sempre às 21:30 e no Auditório Nascente.
As reservas de bilhetes podem ser feitas na sede da Nascente e pelos telefones 227331357 e 918134655 e email comunicacao@nascente.org.pt
Fotos: Diogo Proença

VER GALERIA DE IMAGENS

Artigos Relacionados