44º Edição do Festival Internacional de Música de Espinho arranca este mês

44º Edição do Festival Internacional de Música de Espinho arranca este mês
McDonalds_530x80_baixonoticia
Entre 22 de Junho e 21 de Julho, o Festival Internacional de Música de Espinho (FIME) apresenta na sua 44ª edição uma programação muito abrangente, do Barroco ao século XX, com uma diversidade de solistas e obras de referência assinaláveis e que se envolve também com o jazz a um nível de excelência. Num total de 11 concertos, onde intervirão cerca de 200 músicos – um número significativamente maior em relação aos anos anteriores – o 44º FIME propicia a diversidade e cruzamento de públicos.
Na edição deste ano destaca-se a apresentação de duas orquestras de referência do norte de Espanha – a Real Filharmonía de Galicia e a Camerata da Orquestra Sinfónica de Castilla y León -, duas orquestras de matriz barroca, como são os casos de Il Pomo d’Oro e La Voce Strumentale e, ainda, as Orquestra Clássica de Espinho (OCE) e Orquestra de Jazz de Espinho. Associado a estes concertos orquestrais promoveu-se a presença de grandes solistas como o oboísta Lucas Macías Navarro ou o pianista Lars Vogt que irão ter a responsabilidade de eles próprios dirigirem as orquestras, sem intermediação de qualquer maestro, aumentando asssim o desafio da interpretação e a expectativa da audiência.
Outro dos destaques do 44º FIME está relacionado com a realização de um fim de semana inteiramente dedicado ao jazz – com lendas como Michel Portal e Hermeto Pascoal – e que culminará num grande concerto junto à Piscina Solário Atântico, estrutura icónica da cidade de Espinho e que celebra 75 anos de existência. Para além deste concerto com entrada livre, o Festival estará presente em diversos espaços da cidade através do inusual concerto de Pedro Burmester na Igreja Matriz, do surpreendente concerto do alaudista Edin Karamazov na Capela de Nossa Senhora da Ajuda e do espectáculo de encerramento de Mário Laginha com a OCE na Praça Dr. José Salvador, junto à Câmara Municipal. Os restantes concertos irão ocorrer na casa do Festival, o Auditório de Espinho – Academia.
Na edição deste ano, o FIME conta ainda com um ciclo de três conversas pré-concerto, “Palestrinas”, que se irão realizar na Mediateca da Academia de Música de Espinho, entre as 21h15 e as 21h45, nos dias dos concertos, estando a apresentação a cargo do musicólogo João Silva. Uma nova rubrica a pensar nos melómanos e que pretende aprofundar o conhecimento sobre o repertório dos concertos. No dia 30 de Junho, sob a designação “Contrapontos orquestrais do Barroco ao Modernismo” e relacionado com o concerto da Ensemble de Cordas da Orquestra Sinfónica de Castilla y León com Lucas Macías Navarro. A 6 de Julho discute-se o repertório de Il Pomo D’Oro e Edgar Moreau numa conversa sobre “A música antiga à descoberta do violoncelo”. E, por fim, no dia 7 de Julho, com a palestra “O Classicismo e o virtuosismo juvenil” sobre as obras interpretadas no concerto da Real Filharmonía de Galicia e Lars Vogt.
Os bilhetes para o 44º Festival Internacional de Música de Espinho já se encontram à venda.

Artigos Relacionados