Agrupamento Gomes de Almeida abre ano escolar com projeto Erasmus+ para alunos dos 10 aos 13 anos

Agrupamento Gomes de Almeida abre ano escolar  com projeto Erasmus+ para alunos dos 10 aos 13 anos
McDonalds_530x80_baixonoticia

Os alunos do 5º, 6º e 7º anos das escolas Domingos Capela e Gomes de Almeida, AEMGA, vão ter a chance de trabalhar num projeto ERASMUS+ em colaboração com cinco outras escolas europeias da Polónia, Finlândia, Alemanha, Roménia e Grécia, ao longo dos próximos dois anos escolares (2018-2020).

Intitulado “On the edge”, a que numa tradução livre poderíamos chamar ‘no limite’ ou ‘no limiar’, é um projeto que procura chamar o mundo real para as aprendizagens escolares, utilizando metodologias colaborativas e muito trabalho prático. Dirigido aos alunos do 5º, 6º e 7º anos de escolaridade, decorrerá entre outubro 2018 e julho 2020 e, para além de ser um projeto cofinanciado pela Comissão Europeia através do seu programa Erasmus+, será também um projeto eTwinning.

“Ver o nosso projeto aprovado em Portugal em primeiro lugar com uns estonteantes 98 pontos [em 100] é obviamente uma honra, mas também uma enorme responsabilidade”, afirmou Manuela Correia, professora responsável pelo projeto no AEMGA, além de coordenadora internacional do mesmo. “Esperamos que isto venha a suscitar o interesse [pelo projeto] por parte da comunidade escolar e não só, pois contamos, ou melhor dizendo, precisamos da colaboração e apoio de todos.”

Com uma agenda recheada de aliciantes experiências quer para alunos quer para professores, a ‘casa de partida’ de “On the edge” será Portugal.

Espinho recebe, já em Novembro próximo, as delegações dos cinco países parceiros. Durante uma semana, os alunos encontrar-se-ão ‘no limiar’ das Artes e Música, estando previstas inúmeras atividades de cariz artístico e musical, a decorrer maioritariamente na EB Domingos Capela. Haverá ainda visitas a Serralves, Casa da Música, Academia de Música de Espinho, entre outras, concertos e workshops. Todo o trabalho será desenvolvido em equipas internacionais. Cada equipa terá um membro de cada nacionalidade, o que levará estes alunos a ultrapassarem as naturais barreiras linguísticas e culturais com maior facilidade.

Em fevereiro de 2019, será a vez dos alunos portugueses visitarem os seus pares na Roménia e trabalharem a Ciência e Matemática. Em maio de 2019, rumam à Polónia para estudar o Ambiente e Biologia.

No ano letivo seguinte, começam na Alemanha com a Tecnologia e Desporto (novembro de 2019), seguem para a Finlândia (fevereiro de 2019) para observar de perto a Cultura e Natureza finlandesas e terminam na Grécia, em maio de 2020, na ilha de Creta, onde celebrarão a Herança Cultural Europeia, com toda a sua diversidade de tradições e línguas.

Há diversas formas de a comunidade escolar se envolver neste projeto. Para além das visitas de trabalho, que obedecerão a rigorosos critérios de seleção dos seus participantes, docentes e discentes podem juntar-se ao projeto eTwinning que acompanha o ERASMUS+ KA229 ao longo dos dois anos de vigência. Já as famílias podem oferecer-se para acolher por uma semana um dos quinze alunos estrangeiros que nos visitarão em Novembro, proporcionando-lhes o melhor da boa tradição portuguesa – a nossa hospitalidade!

“Qualquer projeto ERASMUS+ é sempre um bom cartão-de-visita para as cidades e escolas que acolhem os professores e alunos visitantes. Contamos, pois, com os Espinhenses, em especial com a Câmara Municipal e Juntas de Freguesia, para acolher os nossos parceiros como só Espinho sabe”.

Artigos Relacionados