Exposição “A Segunda Pele” de Balbina Mendes no Museu Municipal

No passado dia 9 de abril, abriu ao público a exposição de Pintura “A Segunda Pele” de Balbina Mendes, nas galerias Amadeo de Souza Cardoso, do Museu Municipal de Espinho.

Composta por um conjunto de retratos, alguns dos quais de grande formato, a série de pintura “A Segunda Pele”, nas palavras da artista, “resulta do fascínio pela máscara, símbolo do outro, ou dos inúmeros que habitam cada ser humano. Assim, a máscara pode ser percecionada num ícone ancestral, num poema, nas camadas de tinta sobrepostas, ou no plexiglass que se sobrepõe a um rosto.

“A Segunda Pele” são as múltiplas máscaras que ocultam e denunciam, obliteram e revelam… No caso do plexiglass, camada exterior que se introduz nesta série, só por si funciona como dupla máscara. É como um filtro que, por um lado, distancia o espetador da superfície da tela; por outro, adiciona uma nova imagem e grafismo à pintura. Simultaneamente, o reflexo do plexiglass convoca o observador a interagir com a obra, ao ver a sua imagem projetada para além do rosto que observa, adicionando-lhe uma nova máscara, uma outra pele.”, concluiu a artista.

Balbina Mendes é Mestre em pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e tem atelier em Vila Nova de Gaia. Do seu percurso fazem parte inúmeras exposições individuais e coletivas, tanto em Portugal como no estrangeiro (Espanha, Bélgica, Áustria, EUA, Austrália e Índia). A sua obra está representada em várias coleções públicas e privadas.

A mostra estará patente na galeria até ao dia 28 de maio.