fbpx
7.2 C
Espinho Municipality
Sexta-feira, Fevereiro 28, 2020
Inicio Notícias Sociedade Nascente acolhe 2020 com plano de atividades ambicioso

Nascente acolhe 2020 com plano de atividades ambicioso

Data

- Publicidade -

A Nascente dá as boas vindas a 2020 e aos seus associados e público em geral com um plano de atividades ambicioso e exigente. Mas num ano bissexto e capicua – é o 44º de vida desta cooperativa de ação cultural – tudo se pode esperar, não falte a ambição de renovar e fazer melhor, sempre com mais pessoas por perto nesta viagem de 12 meses intensos. Um Bom Ano e boa Nascente 2020!

Dois espetáculos de grande nível fecham mês de janeiro
E o primeiro mês do ano fecha com convites para dois espetáculos de grande nível, “Margem”, no Teatro Carlos Alberto, um trabalho de cruzamento das linguagens da dança e do teatro, dirigido pelo coreógrafo Victor Hugo Pontes, e um concerto no auditório de Espinho com um “todo-o-terreno” da folk norte-americana, o cantor e instrumentista Sam Amidom. “Margem” é na SEXTA 31, com inscrições até dia 24, e o concerto é na SEXTA 24 e inscrições até 22. Os preços para sócios e acompanhante são de 7,50 € e 4 €.

Plano para 2020 aposta em renovação e mudança

Foi o desejo de ir mais longe e fazer melhor que esteve na base do plano de atividades para 2020 que a Direção da Nascente deu a conhecer em recente assembleia de associados, onde foi debatido e aprovado. Ali se lembra a importância de renovar e melhorar o muito que vem de trás, e por isso a tónica vai para o reforço da ação dos setores mais diretamente responsáveis pela dinâmica cultural da cooperativa.

Secções da Nascente com planos para reforçar as atividades

Um desses setores é constituído pelas quatro secções da Nascente. Uma delas é o CINANIMA, que já trabalha para “refrescar” ideias e práticas e apostar num festival renovado em novembro, outra o Teatro Popular de Espinho, que se prepara para revisitar em março um texto emblemático do teatro português. Mas também o Maré Viva, que aguarda condições reforçadas para alcançar os objetivos de uma informação local e regional de referência e, claro, o Animartes, apostado numa dinâmica ainda mais ajustada a quem procura as suas atividades lúdico-formativas.

Um projeto inovador para os jovens e mais dois que procuram consolidação

Depois, há os projetos, intervenções com duração delimitada e objetivos muito concretos. Novidade é um projeto desenhado para um público jovem e que prevê dinâmicas de criação coletiva através de uma grande diversidade de linguagens artísticas e diferentes formatos, com a ambição de ser um espaço onde “tudo” pode ser feito “por todos”. E há dois projetos que retomam experiências que vêm de trás, caso dos Amigos da Ribeira do Mocho, centrado na salvaguarda daquela linha de água, e da Mostra Concelhia de Artes Performativas, um espaço de encontro e partilha de grupos locais, com primeira edição em 2018.

A programação mensal vai continuar a alimentar a sua agenda de tempos livres

Claro que, em 2020, a Nascente continuará a apresentar uma programação mensal com iniciativas variadas e através de diferentes manifestações artísticas e de cursos e formações sobre temáticas diversas. O teatro, o cinema, a dança, a poesia, a música, o ambiente, o texto, as festas e convívios continuarão a ocupar os espaços do Auditório Nascente e da sede, a par de outros locais da cidade. Uma agenda regular de propostas variadas, a pensar nos sócios e não sócios.

Para além das intenções, os números: 300.000 euros no orçamento deste ano

Mas não basta elaborar uma lista de intenções, há que garantir a sua viabilidade financeira. Por isso, foi também apresentado à reunião magna de associados o orçamento para 2020, um exercício particularmente exigente, tendo em conta o volume de despesas nele previstas. Nos doze meses que se seguem, a Nascente prevê gastar muito perto de 300.000 euros, o que implica um grande esforço para obtenção das receitas indispensáveis.

 

Últimas notícias

- Publicidade -

APP EspinhoTV

Disponível no Google Play

EspinhoTV

GRÁTIS
BAIXAR