Pensar a escrita com Joaquim Correia Bernardo

McDonalds_530x80_baixonoticia

Decorreu na passada sexta feira (17 maio), na Biblioteca Municipal José Marmelo e Silva mais uma sessão do “Pensar a Escrita”.
Nesta edição, o Pensar a Escrita contou com um convidado muito especial, o Coronel de Cavalaria Joaquim Manuel Correia Bernardo, que veio a Espinho apresentar o livro “Santarém Uma Cidade que faz História”.
Natural de Santarém e atualmente com 79 anos, o autor ingressou na Academia Militar onde concluiu a licenciatura em Ciências Militares.
Na Escola Prática de Cavalaria (EPC) exerceu funções ligadas à formação dos Cursos de Oficiais e Sargentos Milicianos e do Quadro Permanente da Arma de Cavalaria. Chefiou o Distrito de Recrutamento e Mobilização de Santarém e foi Subdiretor da Direção de Recrutamento, em Lisboa. Em 1968 foi ferido gravemente no teatro de operações da Guiné. De volta à Escola Prática de Cavalaria já com a patente de Capitão organizou e coordenou toda a ação da EPC no seio do Movimento dos Capitães.
Trata-se de uma importante obra que já é um documento histórico, para a compreensão da génese do golpe de Estado que conduziu à Revolução de Abril de 1974.
Com uma escrita objetiva suportada por fontes primárias, o Coronel Joaquim Correia Bernardo descreve de uma forma exemplar todos os acontecimentos de que ele próprio foi ator e que ocorreram entre 20 de julho de 1973 e o dia 25 de abril de 1974, não esquecendo a guerra nas antigas colónias portuguesas, os problemas de carreiras dentro da hierarquia militar, a formação da Comissão Coordenadora que levou à constituição do Movimento dos Capitães, o papel desempenhado pelo Capitão Fernando Salgueiro Maia e toda a preparação do golpe de Estado no seio da Escola Prática de Cavalaria, em Santarém.
Assistiram à sessão antigos oficiais do exército e um público muito atento e esclarecido que levantou várias questões. Durante o dia de sexta Joaquim Correia Bernardo esteve à conversa com alunos das Escolas Gomes de Almeida e Manuel Laranjeira.

Artigos Relacionados